Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ONLINE
3




Partilhe esta Página

 

www.aetassentos.com

 


INCRÍVEIS VITRAIS
INCRÍVEIS VITRAIS

INCRÍVEIS VITRAIS DO JARDIM BOTÂNICO COSMOVITRAL, NO MÉXICO.

 


Os vitrais estão sempre associados às catedrais católicas e locais de culto e fé. No entanto, os moradores da cidade mexicana de Toluca têm muita sorte, pois podem apreciar a vista de muitos vitrais incrivelmente bonitos no Jardim Botânico Cosmovitral. Apesar do fato de que Toluca está localizado a apenas 63 km a sudoeste da Cidade do México, o pé de visitantes estrangeiros não costuma vir aqui. Provavelmente a razão é que a capital mexicana sem limites não deixa chance - Toluca não tem força nem tempo sobrando.
O jardim está localizado em uma sala reconstruída, que costumava ser o mercado "16 de setembro", construído neste site em 1910 em homenagem ao centésimo aniversário da independência do México. A arquitetura do edifício é feita em estilo moderno.
O mercado fechou em 1975 e a comunidade urbana começou a pensar em como usar instalações vazias. Alguém se ofereceu para vender o prédio para investidores privados, alguém, em absoluto, expressou a ideia de demolir e abrir a praça em seu lugar. Mas havia aqueles que pensavam de forma diferente
O edifício construído em 1909-1910 no estilo Art Nouveau projetado por Manuel Arratia foi chamado de Mercado em 16 de setembro (Dia da Independência do México) e serviu como mercado até 1975, até a primeira prefeita de Toluca, Yolanda Centies, convertida no espaço da arte. O mercado coberto cobria um território de meio hectare, o terço inferior era feito de concreto, e os dois terços superiores e o telhado era feito de metal e vidro, assim a estrutura do edifício lembrava uma estação de trem.
Leopoldo Flores passou um ano inteiro desenvolvendo um novo conceito de espaço - “O homem e sua relação com o universo”. Cosmovitral é uma mistura de "espaço" e "vidro" (vitral - traduzido do espanhol significa vitral). Flores retrata os vitrais da dualidade e do antagonismo, a luta entre a vida e a morte, o bem e o mal, o dia e a noite, a criação e a destruição, representados no contínuo cósmico. 
O centro de toda a composição de Cosmovitral é um painel com um sol ardente e a imagem de um homem, representando a humanidade em completa harmonia com as forças da criação, virtude, arte, ciência, verdade, beleza, sabedoria e outras qualidades. Este painel é conhecido como "Hombre Sol" ou "Sol Humano". Todos os anos, no dia do equinócio da primavera, o sol coincide com o Hombre Sol. Este evento anual dura cerca de vinte minutos e é comemorado com um concerto de música clássica, programado para coincidir com a passagem do sol.
O primeiro passo na reconstrução da construção do mercado foi a criação de novos vitrais cobrindo uma área de cerca de 3.200 metros quadrados, que durou de 1978 a 1980. Devido a mudanças no governo local, o trabalho no prédio foi suspenso logo após a inauguração em 1980. Dez anos depois, o trabalho recomeçou, desta vez um teto foi criado, estendendo-se de uma ponta a outra do prédio e ostentando o nome de Cosmoplafón.
Ao criar vitrais, cerca de 75 toneladas de postes de metal, 45 toneladas de vidro soprado e 25 toneladas de chumbo foram usados ​​para conectar cerca de 500.000 painéis de vidro, variando em tamanho de 15 a 45 cm. Itália, Alemanha, França, Bélgica, Japão, Canadá e Estados Unidos da América. Vitrais são os maiores do mundo.
As portas do jardim abriram em 1980. Os maiores afrescos de janelas do mundo, com imagens retratadas sobre o assunto das interações humanas e do universo, ficaram presas aos olhos dos visitantes. O elemento central do vitral é o Hombre Sol (Homem-Sol).
Cerca de 500 espécies de plantas do México e do mundo inteiro são plantadas no jardim, incluindo lírios, rosas, orquídeas mexicanas raras, bem como ciprestes e samambaias.
Pode-se perguntar sobre o significado da construção de tal estrutura em uma área que é bem conhecida por seus terremotos. Felizmente, o risco sísmico da área foi levado em conta e o mercado foi atualizado e fortalecido. Cosmovitral nunca foi prejudicado pelos tremores secundários.
Para que Cosmovitral sempre surpreenda os visitantes com sua beleza, os copos são constantemente lavados. A limpeza é feita por uma equipe de duas pessoas. Em seu trabalho, eles usam apenas água, trapos e uma escova fina. Demora quinze meses para limpar completamente todos os vitrais e, em seguida, a limpeza começa desde o início. Esses dois homens fazem esse trabalho há mais de vinte e cinco anos.
Embora o edifício seja visitado por muitos milhares de visitantes todos os anos, mais de 95% deles são residentes no México e o próprio edifício Cosmovitral permanece pouco conhecido fora do país. Mas é um monumento cultural de importância mundial e faz parte da herança coletiva da humanidade.
E mais algumas vistas panorâmicas dos vitrais do Jardim Botânico Cosmovitral no México.
Fonte: